Fogões solares

Esse tipo de fogão funciona exclusivamente com a energia solar, não precisa de eletricidade nem de combustível. Baseia-se num princípio conhecido desde a antiguidade, isto é, a transformação da energia solar em energia térmica (calor) através da concentração dos raios solares. O fogão é composto por uma lente de 1mq que recolhe os raios solares e os concentra em um ponto. No ponto de concentração se encontra o recipiente dos sais. Os sais, tendo em vista o calor elevado ao qual são submetidos, passam do estado sólido para o líquido, armazenando a energia térmica. Os sais utilizados são fáceis de serem encontrados e não são cancerígenos. Por outro lado, possuem uma característica que os torna perfeitos para este uso: comportam-se como uma bateria e, enquanto aquecidos, permanecem no estado líquido a cerca de 300 graus; quando cessa o aquecimento, continuam mantendo os 300 graus por várias horas. Um fogão assim tem características que o tornam único. Antes de tudo, permite que se cozinhe à noite e nos dias de pouco sol. Além disso, uma vez atingida a temperatura de fusão, ela se mantém, garantindo o calor adequado para uma boa cocção. É um equipamento relativamente compacto e pouco suscetível a influências externas tais como o vento.